Sua vida é como um filme ?

Quando se fala em filmes, logo nos lembramos dos excessos das fantasias e dos exageros, comum a todos eles. Daí a frase comumente usada: “Só mesmo em filme”. Porem até mesmo os filmes tem alguma coisa para nos ensinar. Existe algo comum em todos eles que pode servir de exemplo para a vida “real”.

Você já parou para pensar que na grande maioria dos filmes, todo tipo de angustia, problema e questionamento que os personagens apresentem é rapidamente resolvido? E caso isto demore muito, acabamos por achar o filme “bom” mas arrastado demais.
É claro que tudo precisa ser resolvido rapidamente porque o filme tem a duração de 2, 3 horas. Isto é, existe um tempo limite, um prazo, para que tudo se “resolva”. O que nos esquecemos é que na nossa vida, assim como nos filmes também temos um tempo limite.

valeria lemos palazzo sua vida é como um filme gatda

Você já se deu conta de quanta coisa, agora, na sua vida esta se “arrastando” como em um filme chato e entediante? Quantos dos seus problemas estão há meses, anos e até décadas lhe atormentando? Caso sua vida fosse um filme, muitos já teriam deixado de te assistir. Nos filmes tudo tem que se resolver em 2 horas, simplesmente porque não há mais tempo disponível para que a historia se desenlace. Mas também na vida, diferente do que fantasiamos e supomos, nosso tempo também é limitado.

Você não tem a vida “toda” para resolver os seus problemas. Até mesmo porque este conceito de “vida toda” tem um limite. Vida toda não significa “tempo infinito”. Claro que sempre ouvimos frases como “sempre é tempo”, “nunca é tarde na vida para…”. Podemos concordar com elas, porem apenas em parte. Se uma criança não brinca e só estuda, não adianta imaginar que ela tem a vida inteira para brincar, porque a fase da brincadeira é a infância. Como adultos podemos nos dar o luxo de nos tornamos crianças em certos momentos e brincarmos como elas, mas estes serão apenas isso, momentos. Não somos mais crianças, e exatamente pro isso, as brincadeiras não terão o “mesmo sabor”. Fazer uma viagem que tanto se sonhou quando estiver aposentado, pode ser bom, mas porque, se for possível, adia-la por tanto tempo, e não vive-la agora?

Quantas coisas você não faz, não resolve na sua vida…São pedras no seu “sapato”, elas te incomodam, doem, mas você repete para si mesma: “preciso resolver isso”, mas não resolve.
Você pensava que tinha a vida toda não é?

Pois agora acredite, a sua vida é como um filme, tem limite de tempo, por isso assim como os heróis e heroínas dos filmes. Afinal é por isso que gostamos e torcemos por eles, comece a VIVER. Tenha coragem de encarar seus problemas e limitações desde já. Seja assim com eles, corajoso. Não espere a vida acontecer. Faça acontecer. Seja o diretor do seu filme.

Os personagens, aqueles de que gostamos e com os quais mais nos identificamos (porque gostaríamos de ser/agir como eles) também apresentam uma outra característica comum. Eles sempre aproveitam TODAS as oportunidades que se apresentam. E você será que não “sub aproveita” as oportunidades que a vida já deu, e vem dando para você?

Estes personagens são como alquimistas que usam as suas capacidades para transformar metais em ouro. Nos muitas vezes fazemos exatamente o contrario, porque deixamos que oportunidades favoráveis, e situações inspiradoras se transformem em pó.

Quantas pessoas estão insatisfeitas com alguns, ou muitos, aspectos da sua vida, mas mesmo assim, permanecem imutáveis. Continuam adiando a tomada de decisões, de mudanças que trariam uma vida muito melhor. Um filme que nos daria muito prazer de assistir.

Quantas promessas de mudanças você já se fez e não conseguiu cumprir?

A vida é preciosa demais. A sua vida é preciosa demais.
Faça a sua vida valer a pena. Não tenha medo de tomar as decisões necessárias. Seja firme, constante e responsável o suficiente com você para implementar e manter a s mudanças necessárias para te fazer feliz.
Afinal você nunca sabe quanto o seu filme vai durar…
Texto:
assinatura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *