Qual a relação entre Junk Food e Compulsão Alimentar ?

Você vive em um ciclo de compulsão-culpa-vergonha- diante da comida? Você come alimentos saudáveis ​​por um tempo, então “cai” em compulsão diante de alimentos altamente processados ​ou fast food ? Voltar a comer de uma maneira equilibrada novamente, e depois repete o processo? Ou talvez você faça dieta (restringindo sua ingestão calórica e / ou cortando certos grupos alimentos), acaba se sentindo estressado e privado, cai em compulsão (como uma espécie de “recompensa”),  sente culpa e depois repete todo ciclo? Se assim for, você está entre as milhões de pessoas que estão lidando com esta questão.

compulsão alimentar junk food gatda

A mudança da paisagem de estabelecimentos alimentares e alimentos

Você já olhou para antigos retratos de membros da família e amigos dos anos 50, 60, 70 (ou antes) e pensa: “Todos (de todas as idades) eram muito mais magros naquela época!” O que era diferente naquela época? Por um lado, o número de restaurantes de fast food era mínimo ou quase inexistente nessas décadas, em comparação com a vasta gama de restaurantes de fast food em cada esquina e shoppings. 2 Fast food é, afinal, rápido , conveniente e exige zero pensamento, planejamento ou preparação. Você pensa: “Bem, eu vou comer neste fast food drive-thru hoje, porque eu estou com pressa, mas não vou fazê-lo novamente”, mas então você percebe que realmente quer fazê-lo novamente. Porque você parece estar “viciado” por algo que você obtém lá.

Junk Food está em toda parte

Como todos sabemos, alimentos altamente processados ​​(junk food) não se encontram apenas em restaurantes de fast-food. A comida altamente processada é extremamente comum em cada supermercado hoje – muitas vezes, no minuto em que você entra pela porta (feita por design para o comprador com fome, o comprador de impulso ou o cliente sem uma lista a seguir) já “dá de cara” com ela, e ela sempre aparece novamente quando você está no caixa. Os maiores sucessos – sejam refrigerantes ou salgadinhos – devem seu sucesso a fórmulas complexas que estimulam o paladar o suficiente para serem sedutoras, mas não têm um sabor único e distinto que ordene ao cérebro parar de comer.

Muitas vezes as pessoas dizem que, embora saibam que os alimentos altamente processados ​​são ruins para eles, elas “não se sentem bem a menos que” comam uma caixa inteira / recipiente de algo. Elas dizem que isso as ajuda a “se acalmar”. Elas sentem que precisam comer quando estão “estressadas”. Todos os termos: “viciado em” … “não me sinto bem a menos que eu tenha” … “ajuda a me acalmar “…” preciso quando estou estressado “, …” Eu não queria, mas comi”, tem algo em comum com o que muitas pessoas dizem sobre fumar, beber e usar drogas: esses são termos usados ​​por pessoas que lutam com o vício .

Altamente Processado / Toxicodependência

Alimentos altamente processados ​​são alimentos que sofreram uma mudança considerável em sua forma natural e contêm aditivos químicos que aumentam o sabor e atuam como conservantes. Há evidências para mostrar que o vício em alimentos e, portanto, os transtornos alimentares compulsivos em alimentos altamente processados ​​(junk food), estão se tornando mais prevalentes. Mas é realmente em “comida” que as pessoas são viciadas, ou alimentos que foram realmente quimicamente projetados em substâncias alimentares  que contribuem para esse “vício” ?

Mas o que alguém faria a um alimento (na sua forma mais pura) para torná-lo mais saboroso e agradável ao gosto ? Talvez adicionar algum sal ou açúcar? Ok, mas que tal fazer os alimentos hiper paladar (EXTREMAMENTE agradável ao gosto)? Se algo é hiper- palatável , ele foi projetado para “ser ingerido facilmente” (algo que é frequentemente dito sobre fast food). Além disso, se é hiper-palatável, faz sentido que as pessoas desejam e assim comprem mais do mesmo!

“Muitos alimentos altamente processados ​​foram alterados de forma semelhante às drogas viciantes.”

Semelhanças entre Alimentos Hiperpalataveis e Drogas viciantes

  1. Ativam circuitos neurais de dopamina e opióide
  2. Acionam níveis artificialmente elevados de recompensa
  3. Rapidamente absorvidos na corrente sanguínea
  4. Alteram os sistemas neurobiológicos
  5. Causam mecanismos compensatórios que resultem em tolerância
  6. Combinam-se com aditivos para melhorar as propriedades gratificantes
  7. Consumidos apesar das consequências negativas
  8. Consumidos apesar do desejo de reduzi-los

A indústria do sabor

Você sabia que existe uma indústria de vários bilhões de dólares chamada “a Industria do Sabor”? Você já viu o termo “mistura patenteada”? Este termo, juntamente com “sabor natural” ou “sabores naturais” é considerado aceitável porque as agencias regulamentadoras de alimentos não exigem que as empresas divulguem os ingredientes para saborizar um alimento, desde que todos os produtos químicos são GRAS (geralmente considerado como seguro). A não divulgação de ingredientes permite às empresas manter o sigilo de suas “fórmulas”.

O que você pode fazer

Aqui, premiado autor, Michael Pollan, dá-nos algumas regras básicas muito simples de seguir:

A “comida de verdade” geralmente fica na lateral das lojas ( bordas externas do supermercado)

Sempre leia os rótulos; Se você não pode pronunciar a maior parte dos ingredientes, não compre o produto

Plantar e cuidar de um jardim (se você é capaz de fazê-lo)

Comprar localmente de pequenos produtores ( costumam ter alimentos frescos)

E acrescentamos mais algumas dicas:

PLANO. Você deve planejar o que você vai comprar com antecedência, e você deve ter tempo para prepará-lo. Preparação é definitivamente a chave para com êxito remover junk food de sua vida!

Não vá ao supermercado quando você está com fome !

Não se permita ficar sem opções. Leve água e alimentos nutritivos sempre com você.

E,  não tomamos o crédito para a seguinte indicação, mas a dizemos frequentemente para nossos pacientes: As pessoas não planejam falhar, mas falham ao não planejar. Seja um planejador quando se trata de seu alimento, e você poderá mais facilmente planejar ter uma vida mais saudável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *