O que é Perfeccionismo – Parte 1

“A principal  coisa na vida, é não ter medo de ser humano” – Pablo Casals

perfeccionismo o que é

Você sente que o que você realiza nunca é bom o bastante? Você sente que deve dar mais de 100 por cento em tudo  que você faz ou se sentirá medíocre ou “menos”?

Se for assim, mais do que simplesmente estar trabalhando para o  seu sucesso, você pode estar tentando ser perfeito. O perfeccionismo aparece como um jogo de pensamentos e de comportamentos de auto-derrota, visando alcançar objetivos não realistas e excessivamente elevados. O perfeccionismo freqüentemente é visto equivocadamente em nossa sociedade como desejável ou mesmo necessário para o sucesso. Entretanto, os estudos recentes mostraram que as atitudes perfeccionistas interferem realmente com o sucesso. O desejo de ser  perfeito pode transmitir a você um sentimento interno de satisfação pessoal. Porém exteriormente ele pode realizar exatamente o oposto, e fazer com que você não consiga certas realizações tanto quanto as pessoas que tem expectativas mais realistas sobre si mesmas.

Causas do Perfeccionismo

Se você for um perfeccionista, é provável que você  tenha aprendido cedo na vida que as pessoas  sempre a avaliariam pelo quanto você realizaria ou conseguisse. Em consequência disso, você pode ter aprendido a avaliar-se somente na base da aprovação das outras pessoas. Assim sua autoestima pode  estar sendo baseada primeiramente em padrões externos. Isto pode deixá-la vulnerável e excessivamente sensível às opiniões e as criticas dos outros. Na tentativa de  proteger-se de tal criticismo, você pode decidir que ser perfeito é sua única defesa.

Os seguintes sentimentos, pensamentos, e  opiniões negativas podem estar associados ao perfeccionismo:

  • Medo de errar. Os perfeccionistas frequentemente  associam uma falha em conseguir seus objetivos com uma falta  pessoal ou de valor.
  • Os perfeccionistas comparam frequentemente erros com falhas. Ao orientar suas vidas em razão de evitar erros, aos perfeccionistas faltam oportunidades de aprender e crescer.
  • Medo da desaprovação. Se deixarem os outros verem suas falhas, os perfeccionistas temem frequentemente que não sejam aceitos. Tentar ser perfeito é uma maneira de tentar proteger-se do criticismo, da rejeição, e da desaprovação.
  • Pensamento definitivo. Os perfeccionistas acreditam frequentemente que são “sem valor” se suas realizações não forem perfeitas. Os perfeccionistas têm dificuldade de enxergar as situações em perspectiva. Por  exemplo: um estudante que receba uma nota “B” ao invés de uma nota “A”, pode acreditar: “Eu falhei” (o que se reflete em : “eu sou uma falha total”)
  • Super ênfase nos “deveria”. As vidas dos perfeccionistas são estruturadas frequentemente por uma lista infinita de “deveria”, existem regras rígidas de como suas vidas devem ser conduzidas. Com tal super ênfase nos “deveria”, os perfeccionistas passam a controlar as suas vidas  através de regras, ao invés de perceber o que realmente gostam e querem.
  • Acreditando que outro é facilmente bem sucedido. Os perfeccionistas tendem a perceber que o sucesso dos outros é conseguido com um mínimo de esforço, poucos erros, baixo stress emocional, e máxima autoconfiança. Ao mesmo tempo, veem seus próprios esforços como ineficazes e inadequados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *