Ansiedade Pós- Traumática – Transtorno do Estresse Pós-Traumático (TEPT)

Não é incomum que as pessoas que sofreram eventos traumáticos tenham recordações, flashbacks, pesadelos, ou memórias intrusivas quando algo terrível lhes acontece – como os ataques terroristas de 9/11 e aqueles em Paris em 2015. Além de outras situações possivelmente desencadeantes como assaltos, sequestros, ou outras situações de medo e violência.

“Meus pensamentos e lembranças do assalto interferem na minha vida familiar”

O transtorno de estresse pós-traumático, ou TEPT, é uma condição grave, potencialmente debilitante que pode ocorrer em pessoas que sofreram ou testemunharam uma catástrofe natural, acidente grave, um incidente terrorista, a morte súbita de um ente querido, guerra, agressão pessoal violenta, como estupro, ou outros eventos que ameaçam a vida.

TEPT transtorno de estresse pós traumático GATDA

A maioria das pessoas que sofrem de tais eventos se recuperam depois de algum tempo, mas as pessoas com TEPT continuam a sentir que estão severamente deprimidas e ansiosas por meses ou mesmo anos após o evento.

Sintomas do Transtorno de Estresse Pós-Traumático

TEPT é diagnosticado após uma pessoa experimentar sintomas por pelo menos um mês após um evento traumático. No entanto os sintomas podem não aparecer até vários meses ou mesmo anos mais tarde. A doença é caracterizada por três tipos principais de sintomas:

  • Re-experimentar o trauma através de recordações aflitivas intrusivas do evento, flashbacks e pesadelos.
  • Apatia e “dormência emocional”, e tentativas de evitar lugares, pessoas e atividades que são lembretes do trauma.
  • Aumento da excitação – frequente “estado de alerta”- podendo apresentar dificuldade para dormir e concentrar-se, sentir-se frenquentemente nervoso, e sentir-se facilmente irritado e indignado.

Critérios de diagnóstico que se aplicam a adultos, adolescentes e crianças com mais de seis anos incluem as seguintes situações de exposição:

  • A exposição a morte real ou ameaçada, ferimentos graves ou violência sexual
  • Enfrentamento direto em eventos traumáticos
  • Testemunhar, pessoalmente, eventos traumáticos
  • Ter conhecimento sobre eventos traumáticos ocorridos a um membro próximo da família ou amigo; casos de morte violenta, agressões, ou ameaças diretas
  • Ter experimentado exposição repetida ou extrema aos detalhes aversivos dos eventos traumáticos (Exemplos são socorristas recolhendo restos humanos e policiais repetidamente expostos aos detalhes de abuso infantil).
  • Nota: Isto não se aplica à exposição através de meios eletrônicos ou digitais, filmes ou imagens, na televisão ou internet, a menos que a exposição seja relacionado ao trabalho cotidiano da pessoa.

ansiedade pós traumática TEPT características GATDA

A presença de um ou mais dos seguintes sinais e sintomas:

  • Memórias angustiantes e lembranças involuntárias, recorrentes espontâneas ou automáticas dos eventos traumáticos .
  • Nota: Em crianças jogos repetitivos podem ocorrer em que temas ou aspectos dos eventos traumáticos são expressos.
  • Sonhos angustiantes e recorrentes em que o conteúdo ou algum aspecto importante (mesmo que seja um sentimento) do sonho está relacionado com os acontecimentos traumáticos.
  • Nota: Em crianças pode haver sonhos assustadores sem conteúdo reconhecível.
  • Flashbacks ou outras reações dissociativas em que o indivíduo sente ou age como se os eventos traumáticos fossem recorrentes.
  • Nota: Em crianças reencenação específica do trauma pode ocorrer em jogo ou brincadeira.
  • Sofrimento psíquico intenso ou prolongado diante da exposição a estímulos internos ou externos, que simbolizam ou lembram algum aspecto do evento traumático com reações fisiológicas para lembretes dos eventos traumáticos
  • Tentativas persistentes de fugir e escapar de memórias angustiantes, pensamentos, ou sentimentos sobre ou intimamente associados a eventos traumáticos, e também tentativas de evitar pessoas, lugares, conversas, atividades, objetos, situações que “liguem” o indivíduo à situação traumática.

Duas ou mais das seguintes características emocionais:

  • Incapacidade de lembrar um aspecto importante dos eventos traumáticos (não devido a ferimentos na cabeça, álcool ou drogas)
  • Persistentes e exageradas crenças negativas ou expectativas sobre si mesmo, os outros, ou o mundo (por exemplo, “Eu sou ruim”, “Ninguém pode ser confiável”, “O mundo é completamente perigoso”).
  • Culpa persistente e distorcida em relação a si mesmo ou aos outros sobre a causa ou as consequências dos eventos traumáticos
  • Medo, horror, raiva, culpa ou vergonha frequentes
  • Diminuição acentuada do interesse ou participação em atividades significativas
  • Sentimentos de distanciamento ou estranhamento em relação as outras pessoas
  • Persistente incapacidade de experimentar emoções positivas

Duas ou mais das seguintes alterações comportamentais:

  • Comportamento irritável ou agressivo
  • Comportamento imprudente ou autodestrutivo
  • Hipervigilância
  • Resposta de sobressalto exagerada
  • Problemas de concentração
  • Dificuldade de iniciar ou manter o sono
  • Sono agitado

Além disso, as pessoas com TEPT apresentam sofrimento clinicamente significativo ou prejuízo em áreas sociais, ocupacionais, ou outras importantes de não funcionamento atribuída aos efeitos fisiológicos diretos de medicamentos, drogas ou álcool ou outra condição médica, tais como lesão cerebral traumática.

TEPT Fatos:

As mulheres são duas vezes mais propensas a desenvolver o transtorno de estresse pós-traumático que os homens, e as crianças também podem desenvolvê-lo. TEPT muitas vezes ocorre juntamente com depressão, abuso de substâncias, ou outros transtornos de ansiedade.

Os sobreviventes de traumas que sofrem TEPT podem ter problemas com seus relacionamentos familiares próximos ou amizades. Seus sintomas podem causar problemas com confiança, proximidade, comunicação e resolução de problemas, que podem afetar a maneira como o sobrevivente age com os outros. Por sua vez, a forma como um ente querido responde a ele ou ela afeta a sobrevivência do trauma.

7,7 milhões de americanos acima de 18 anos têm TEPT.

67% das pessoas expostas à violência em massa têm demonstrado sinais que indicam que elas podem desenvolver TEPT. Esta é uma taxa mais elevada do que aqueles expostos a desastres naturais ou outros tipos de eventos traumáticos.
Pessoas que sofreram eventos traumáticos anteriores correm um maior risco de desenvolver TEPT.
TEPT também pode afetar crianças e membros das forças armadas ou policiais.

Que tratamentos estão disponíveis no GATDA para o Transtorno de Estresse Pós-Traumático ?

A detecção precoce de TEPT pode garantir que você obtenha a ajuda necessária para que o transtorno não causa prejuízo significativo em sua vida. Embora antidepressivos sejam prescritos para controlar os sintomas ou TEPT, as terapias comportamentais  são as mais eficazes no tratamento de TEPT.  As respostas condicionadas são comportamentos involuntários / reações aprendidas durante o evento traumático. Os gatilhos, normalmente sons, cheiros, etc, representam associações a esse evento. Como os sintomas de TEPT são considerados como sendo uma resposta condicionada ou aprendida, eles podem ser modificados ou “Desaprendidos”. A terapia de exposição é muitas vezes usada durante o tratamento do TEPT. Isto é feito através de imagens, em que o terapeuta pede para que o paciente recorde um evento e enfrente os pensamentos e sentimentos que ocorreram durante esse evento em um ambiente seguro. Isso pode levar algum tempo, mas, depois de várias sessões, suas crises de ansiedade e seus sintomas são reduzidos ou mesmo eliminados. Se a terapia de exposição se mostrar muito estressante, podemos utilizar estratégias cognitivo-comportamentais, como pedir que o paciente examine suas crenças irracionais e pensamentos, e com isso encontrar substitutos mais produtivos para essas crenças. O processo terapêutico deve continuar por pelo menos seis meses.

assinatura