Ansiedade – Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC)

Adultos, adolescentes e crianças com transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) sofrem de obsessões e compulsões.

TOC transtorno obsessivo compulsivo GATDA ansiedade

“Não importa quantas vezes eu lave as mãos, ainda assim me sinto sujo”

O que são Obsessões ?

Obsessões são pensamentos recorrentes e persistentes, impulsos ou imagens que não conseguem “sair da sua cabeça”. Eles são, na maioria das vezes, intrusivos e inadequados e causam acentuada ansiedade ou sofrimento. Exemplos de obsessões incluem: uma visão de sua casa em chamas, e você no chão por causa de um queimador esquecido no fogão ou o desenvolvimento de uma doença terrível devido aos germes em uma maçaneta de porta. Os pensamentos indesejados e intrusivos muitas vezes obrigam a pessoa a executar repetidamente comportamentos e rotinas ritualísticas (compulsões) para tentar controlar a sua ansiedade.

O que são Compulsões ?

A compulsão é um comportamento forçado e repetido, que apesar de sua inadequação ou irracionalidade é uma resposta ao desconforto causado pela obsessão. Retomando os exemplos do fogão e da maçaneta da porta: os comportamentos associados seriam girar repetidamente o botão ligado e desligado do fogão e lavar e esfregar excessivamente as mãos até que elas se tornem rachadas ou sangrem. Alguns passam horas a fio realizando rituais complicados que envolvem a lavagem das mãos, contagem, ou verificações e checagens para afastar pensamentos persistentes indesejados, sentimentos ou imagens.

Obsessões e compulsões ocorrem simultaneamente. Uma obsessão faz com que uma enorme ansiedade ( “a casa vai queimar!”) seja reduzida pela compulsão ( “Se eu verificar e reavaliar o fogão, a casa não vai queimar”) .

A maioria das pessoas que têm TOC têm consciência de que as suas obsessões e compulsões são irracionais, mas mesmo assim sentem-se impotentes para detê-las. É muito importante compreender que estes processos e ações mentais ocorrem na mente consciente. Quando você tem um transtorno obsessivo-compulsivo, você está plenamente consciente de que seus pensamentos e comportamentos podem ser irracionais, mas você não tem nenhum controle sobre eles. Esta desordem perturba sua vida quando o stress de uma obsessão e o comportamento repetitivo de uma compulsão retomar a sua vida por horas ou até mesmo a maior parte do dia e os comportamentos obsessivo-compulsivos causar uma interrupção na sua vida diária, trabalho e / ou relacionamentos.”Eu passo tanto tempo checando, contando e limpando”…

O transtorno obsessivo-compulsivo pode ser diagnosticado rapidamente uma vez que os sintomas (obsessões/compulsões) começam a se manifestar de imediato. Aproximadamente 50% das pessoas apresentam sintomas de TOC imediatamente após um evento estressante. No entanto, muito poucas pessoas buscam ajuda imediatamente. Muitas pessoas adiam o tratamento do TOC até 5 a 10 anos após o aparecimento dos primeiros sintomas.

TOC transtorno obsessivo compulsivo, GATDA distúrbios da ansiedade transtornos da ansiedade

 

As manifestações do Transtorno Obsessivo Compulsivo envolvem obsessões e compulsões:

Obsessões podem centrar-se sobre qualquer coisa. No entanto, a forma mais comum de TOC baseia-se no medo de contaminação (obsessão), seguido por  lavagem excessiva das mãos (compulsão).
A segunda obsessão mais comum é autodúvida, como “Será que eu lembrei de fechar a porta?” Ou “O que eu posso ter esquecido?” Horas podem ser desperdiçadas verificando e reverificando a porta, o fogão, etc. Além disso, pensamentos repetitivos, especialmente envolvendo sexo ou agressão, podem permanecer interminavelmente na mente e causar culpa e vergonha.
Também é muito comum para o TOC envolver a necessidade de simetria. Por exemplo, se você tem uma necessidade de simetria, você pode passar horas amarrando os sapatos até que estejam com a tensão exata e os cadarços perfeitamente alinhados. A necessidade de simetria pode se manifestar de outras formas também, como sempre alternando entre os lados direito e esquerdo durante as atividades.
O filme “Melhor É Impossível”, estrelado por Jack Nicholson, fornece um excelente exemplo de comportamento TOC. O personagem de Jack Nicholson demonstra os meandros intermináveis de viver com esta doença.

OBSESSÕES – Pensamentos intrusivos e indesejados

  • Preocupação irracional e constante sobre sujeira, germes ou contaminação.
  • Preocupação excessiva com a forma, arranjo, ou simetria.
  • Medo de que os pensamentos ou impulsos negativos ou agressivos irá causar danos pessoais ou danos a um ente querido.
  • Preocupação com a perda ou com o ato de jogar fora objetos com pouco ou nenhum valor.
  • Preocupação excessiva em, acidentalmente ou propositadamente, ferir outra pessoa.
  • Sentir-se excessivamente responsável pela segurança dos outros.
  • Pensamentos desagradáveis envolvendo imagens religiosas e sexuais.

COMPULSÕES – Comportamentos ritualísticos e rotinas para aliviar a ansiedade ou angústia

  • Limpeza => Repetidamente lavar as mãos, tomar banho, ou limpar utensílios domésticos, muitas vezes por horas.
  • Verificação => Verificação e reverificação várias centenas de vezes por dia se as portas estão trancadas, o fogão está desligado, o secador está desligado, etc.
  • Repetição => Incapacidade de parar de repetir um nome, frase ou atividade simples (como passar por uma porta várias e várias vezes).
  • Rituais mentais => revisão interminável de conversas e contagem. Repetição contínua de “bons” pensamentos para “neutralizar” pensamentos ou obsessões “ruins”. Ato excessivo de orações,  e uso de palavras ou frases especiais para neutralizar obsessões.

Estes comportamentos podem interferir com a rotina normal da pessoa, escola, trabalho, família, ou atividades sociais. Várias horas todos os dias podem ser gastas com foco em pensamentos obsessivos e realização de rituais aparentemente sem sentido. Tentar se concentrar em atividades diárias pode ser difícil.

Possíveis sinais de Transtorno Obsessivo Compulsivo incluem:

  • Evitar lugares públicos e eventos sociais.
  • Acumular ou recolher excessivamente vários objetos.
  • Atraso frequente para o trabalho / escola / compromissos por causa de um impulso irresistível de verificar novamente ou refazer certos atos.
  • Ficar ansioso se a sua rotina é interrompida ou algo está fora do lugar.

Os sinais de TOC variam drasticamente dependendo de como o transtorno se manifesta. O sintoma mais proeminente do TOC é apresentar um comportamento ilógico, comportamentos repetitivos que perturbam sua vida. Um exemplo de um sintoma ilógico seria lavar as mãos excessivamente.

Qual a causa do transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) ?

Os fatores biológicos e comportamentais contribuem para o desenvolvimento do distúrbio obsessivo-compulsivo. Cientistas comportamentais acreditam que as obsessões são pensamentos fixos associados com determinados objetos, pensamentos, sentimentos, comportamentos, desejos, imagens e / ou objetos, enquanto compulsões são objetos e / ou experiências que se tornaram associados com medo, ansiedade ou perigo. Uma compulsão é semelhante, muito semelhante, a uma obsessão, na medida de que ambas são consideradas como uma resposta condicionada a estímulos específicos. Em outras palavras, certas atividades que ajudaram a diminuir o medo particular, no passado, podem se tornar parte de um repertório de estratégias de redução de ansiedade.
Os pesquisadores descobriram que os medicamentos que promovem a produção de serotonina são mais eficazes do que os medicamentos que afetam outros neurotransmissores no cérebro. Por conta disso as pessoas com TOC parecem ter a atividade cerebral aumentada em várias partes do cérebro, sugerindo, assim, um componente biológico para TOC.

Não tratado, o TOC pode interferir com todos os aspectos da vida da pessoa.

Que tratamentos estão disponíveis no GATDA para o Transtorno Obsessivo-Compulsivo ?

A terapia cognitiva comportamental tem mostrado ser um dos tratamentos psicológicos mais eficazes para o transtorno obsessivo compulsivo. Os aspectos cognitivos da terapia concentram-se em apontar como os comportamentos obsessivos e compulsivos estão impactando negativamente a sua vida. Os aspectos comportamentais da terapia irão ajudá-lo/la a superar os comportamentos desajustados e substituí-los por comportamentos saudáveis. A terapia comportamental pode incluir o treinamento de exposição. Um exemplo de formação de exposição é: um paciente com uma obsessão por germes e compulsão por lavar as mãos pode ser orientado – gradativamente e no ritmo dele – a tocar em algo “sujo” e esperar por um período de tempo antes de lavar as suas mãos. Gradualmente, a quantidade de tempo antes que o paciente é orientado para lavar suas mãos é aumentada até que ele / ela já não sinta  necessidade de lavar compulsivamente cada vez que ele / ela entra em contato com algo percebido como “sujo”. A terapia psicológica pode ser combinada com medicamentos, tais como antidepressivos. Normalmente leva cerca de 4-8 semanas para que os medicamentos surtam efeito. 

assinatura