Porque comer pouco, pode te engordar muito

Estamos reconhecendo agora que os fatores físicos desempenham um papel tão importante quanto as características comportamentais.

Por exemplo, pesquisas descobriram que, com o aumento de peso, há danos nas vias de sinalização no cérebro que dificultam as pessoas na perda de peso. O dano às vias de sinalização afeta o modo como o corpo e a mente respondem a um período de ingestão reduzida de alimentos; essencialmente levando a compulsão depois de um período de restrição. comer pouco pode engordar, dietas restritivas, dieta yoyo, restrição alimentar, compulsão alimentar, GATDA

Isso acontece quando uma pessoa tenta perder peso reduzindo a ingestão de alimentos, talvez com sucesso por algum período, mas o cérebro posteriormente responderá com um desejo exagerado de comida e desencadeará uma compulsão.

Imagine que esse mecanismo age semelhante a uma pessoa segurando sua respiração debaixo d’água por um longo período de tempo e, finalmente, tende acesso ao ar. Quando o corpo pode respirar novamente, ele não retoma uma taxa de respiração normal.

Em vez disso, o cérebro desencadeia uma respiração profunda e ofegante para absorver mais ar do que o normal, compensando o ar perdido enquanto está embaixo da água. Essa reação é semelhante ao que acontece quando o corpo experimentou uma ingestão reduzida de alimentos e, em seguida, talvez por causa de um problema de emocional ou comportamental, a pessoa “baixa a guarda”. Uma vez que a barreira é removida, o cérebro precisa compensar a privação com uma compulsão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *