Por que eu fico faminta na TPM ?

 Os “Jogos Vorazes” da Compulsão alimentar na TPM

porque a fome aumenta na TPM, compulsão alimentar na TPM, GATDA, comer demais na TPM, dietas, emagrecimento, obesidade, distúrbios alimentares,

Apesar de irritantes, as espinhas são pelo menos previsíveis quando chega esta época do mês.

O que é um mistério é aquela fome insaciável que pode surgir antes e durante o período. Então, se você está se perguntando por que aquele sanduíche “imenso” de três camadas e os 2 chocolates da sobremesa que você teve para o almoço nem começaram a preencher o seu estomago, não se preocupe: essa fome “insaciável” é totalmente normal, e na verdade se resume ao nosso instinto primitivo.

Durante a ovulação (cerca de 12 a 16 dias antes do seu período), seu corpo está se preparando para uma possível gravidez. E, por isso, ele quer ser abastecido e estar pronto no caso de uma gravidez ocorrer, então os hormônios estarão em alta durante esse momento – estrogênio e progesterona que desencadeiam uma resposta de fome, dizendo ao seu corpo para obter algum alimento.

Além disso, a taxa metabólica basal do seu corpo acelera antes e durante o início do período para alimentar o processo de menstruação. Até 15% mais calorias são consumidas (cerca de 100 a 300 calorias por dia), o que também pode fazer você se sentir mais faminta.

Tudo isso significa que a fome e o comer foram um instinto fantástico durante os tempos evolutivos para a perpetuação da raça humana. Comer alimentos com alto teor calórico é útil quando o seu cérebro está no modo de sobrevivência, porque, um alto teor de calorias, significa mais nutrientes.

Mas, infelizmente, nosso cérebro desconhecem a farta variedade de alimentos que atualmente dispomos. Hoje, podemos encontrar comida basicamente a qualquer hora, em qualquer lugar, mas o corpo ainda envia sinais para comer (e comer e comer e comer…) sempre que possível, mesmo que saibamos que não devemos estar com fome.

Pode ser complicado e frustrante de entender, mas essa fome hormonal também pode ser uma reação a nós mesmos negando-nos comida neste período. Se anteciparmos dizer não às coisas boas, porque sabemos que teremos fome, ilogicamente o corpo realmente torna o instinto de fome ainda mais forte. Mais uma vez, comer mais diante das privações que aconteceriam foi um hábito evolutivo inteligente – mas agora estamos buscando doces a todo momento e sem motivo.

As flutuações nos níveis de estrogênio e progesterona também podem afetar os neurotransmissores como a serotonina, que desempenham um papel importante nas mudanças de humor e vontades por determinados tipos de alimentos. Quando os níveis de serotonina atingem uma baixa – o que ocorre antes do seu período menstrual, comer “alimentos confortáveis” com açúcar e carboidratos (pensar em lasanha ou chocolates) aumentará os níveis de serotonina e dopamina no cérebro, aumentando o seu humor e fazendo você se sentir melhor.

Até pouco tempo atrás sabíamos muito pouco sobre o processo de queima de gordura.

Se, por exemplo, você tem problemas de sono, como insônia, ou dorme poucas horas, isso pode piorar.

Também devemos considerar que, embora todas as mulheres possam experimentar essa fome alimentada com progesterona e estrogênio, as mulheres com riscos genéticos para distúrbios alimentares são mais vulneráveis ​​a alimentos “emocionais” ou comportamentos “compulsivos” durante seu ciclo menstrual.

Estes hormônios realmente ativam e desativam os genes. Então, quando há um aumento nos hormônios após a ovulação, os genes de risco para distúrbios alimentares são mais propensos a ser ativados.

Essa susceptibilidade pode criar um ciclo vicioso, especialmente porque as mulheres se tornaram cada vez mais preocupadas com seu peso após a ovulação. É uma espécie de reação à compulsão alimentar – depois que nossos corpos nos dizem para consumir calorias demais, ficamos preocupados com nosso peso corporal e forma.

O que podemos fazer?

Ficar atentos ao que nosso corpo está pedindo (Chocolates e doces – não são a resposta). E se você está lidando com uma fome incontrolável neste período, mas sabe que você comeu apenas uma hora atrás, tente esperar 20 minutos antes de comer de novo – a fome pode passar. Senão, não se prive, mas procure alimentos que possam nutri-la ao invés de só “enche-la”. Também tenha em mente o que seus hormônios estão fazendo. Se você sabe que está propensa a comer compulsivamente, acompanhar seu ciclo pode lhe dar algum poder sobre o que pode parecer comer fora do seu padrão “normal”. Claro, você ainda pode comprar aquela caixa de chocolate, mas tenha em mente que ela pode ser – neste período – um convite para a compulsão, se você estiver propensa a isso. Tente fracionar “aquela caixa de chocolates” em pequenas porções, ou divida-a com ouras pessoas.

Essa “fome hormonal” atinge mensalmente um momento alto mesmo antes do seu período menstrual. E nem sempre se parece com desejos e vontades “típicos” – pode ser apenas um impulso constante de comer mais, que é a forma de seu corpo de obter nutrientes no caso de você estar grávida. Procurar restringir drasticamente a alimentação podem torná-lo pior, então, se você perceber que você está constantemente visitando a cozinha, tente comer algo nutritivo e gostoso, mas de forma moderada.

Valeria Palazzo Valeria Lemos Palazzo

Autoria do texto:

Valéria Lemos Palazzo – Psicóloga e Neuropsicóloga

Idealizadora, Criadora e Coordenadora do GATDA – Grupo de Apoio e Tratamento dos Distúrbios Alimentares, da Ansiedade e de Humor

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *